VOGAIS FM
  • Vogais FM

Sem deixar ninguém para trás, ministra e Governo de MS têm encontro com mulheres da agricultura familiar

Apesar da composição da mesa de autoridades do auditório do Bioparque Pantanal, o palco foi delas. Na tarde de segunda-feira (29), as mulheres da agricultura familiar, quilombolas e indígenas foram as protagonistas que, com o microfone em mãos, relataram as dificuldades, anseios e demandas sentidas por quem vive no campo, nos quilombos ou em aldeias indígenas e também em contexto urbano.

A escuta foi feita pela ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, a superintendente estadual do Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Marina Nunes Viana, a secretária de Estado da Cidadania, Viviane Luiza, subsecretária de Políticas Públicas para Mulheres, Manuela Nicodemos, e demais parlamentares da bancada federal e estadual de MS.

O Encontro das Mulheres da Agricultura Familiar deu voz a representantes de movimentos que debateram sobre violência de gênero, documentação e direitos à cidadania dos povos originários e das comunidades tradicionais.

Representando a Liga Camponesas e Urbanas do Brasil, Janaína dos Santos Silva foi à frente com a filha bebê nos braços. Acostumada a trabalhar com a pequena Alice, de 7 meses, no colo, a mãe perguntou o que está sendo planejado para as trabalhadoras do campo.

“Quais as políticas públicas que o Governo Federal vai aplicar em prol da comunidade rural? Sabemos que existe a Lei Maria da Penha, que existem as leis trabalhistas, só que nós também sabemos que a cultura no campo é totalmente diferente. A gente quer saber quais políticas serão implementadas de imediato, médio e longo prazo”, questionou.

Vice-presidente da comunidade quilombola Tia Eva, Graziele Ferreira trouxe demandas territoriais e de assistência. “Estamos lutando há muitos anos por titulações, um posto de saúde, territórios para as crianças brincarem, uma sala de atendimento às mulheres, realização de encontros quilombolas e curso de formação para os jovens”, pontuou.

Representando as mulheres indígenas, Lilian Terena falou pelo núcleo de articulação do contexto urbano, ao lado de duas cacicas mulheres. Entre as reivindicações, Lilian trouxe a pauta do atendimento às mulheres indígenas vítimas da violência de gênero.

“Quem está sofrendo são as mulheres indígenas, as crianças, filhas, netas. Gostaria de solicitar, por favor, que a Casa da Mulher Brasileira em Campo Grande tenha um grupo de mulheres indígenas. Estou apelando para que tenha mais qualificação e treinamento para que mulheres indígenas ocupem seus espaços. A violência contra a mulher e a criança indígena é uma realidade em qualquer lugar”, enfatizou.

Para a superintendente do Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Marina Nunes Viana, o encontro proporcionou a escuta das mulheres em seus anseios vivenciados em acampamentos e assentamentos de todo o Estado.

“Hoje a gente tem uma diversidade de companheiras de luta da classe trabalhadora. Onde tem uma mulher, sempre vão ter outras juntas, e assim segue. Este momento é de grande importância onde justamente com a Secretaria da Cidadania, vamos escutá-las”, ressaltou Marina.

Da pasta da Cidadania do Estado, a subsecretária de Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial, Vânia Lúcia Duarte, engrandeceu este momento de fala. “Poucas vezes as mulheres quilombolas têm essa oportunidade, e elas também são lideranças, têm um protagonismo dentro das comunidades, são a força dos quilombos, e hoje elas trouxeram as suas pautas sobre território, educação, saúde, moradia e a garantia de um futuro dentro dos territórios quilombolas”, afirmou Vânia.

Recém-empossada na subsecretaria de Políticas Públicas para Mulheres, Manuela Nicodemos chamou a atenção para a necessidade de discutir as políticas públicas para a diversidade de mulheres que compõem Mato Grosso do Sul.

“A violência contra a mulher é muito mais perversa para as populações tradicionais, por conta do não acesso às políticas públicas e a dificuldade de acessar as políticas públicas, justamente por serem populações mais afastadas do centro urbano, além de uma dimensão de comportamentos, relações de gênero, relações sociais, relações de poder. Então, é fundamental que as políticas sejam pensadas para atender, de fato, às especificidades desses grupos de trabalhadoras rurais, comunidades quilombolas, mulheres indígenas, mulheres ribeirinhas”, sustentou Manuela.

Ministra das Mulheres, Cida Gonçalves pontuou ser uma prioridade do Governo Federal a escuta de todas as mulheres. “Meu papel hoje aqui é sentar e anotar o que vocês falaram. Estamos ouvindo as mulheres onde elas estiverem, para saber quais são as principais demandas e questões para que nós possamos, juntas, transformar políticas públicas”.

A ministra ainda afirmou que o Governo Federal segue na articulação do PPA e orçamento para os próximos anos, e que o encontro é parte do início das discussões da conferência nacional de políticas para mulheres que acontecerá em 2025.

Compartilhe:
Facebook
WhatsApp
Twitter
Telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias
Enquete

Qual sua opinião do Governo Lula?

  • A Justiça Eleitoral de Jardim, por meio da juíza Melyna Machado Mescouto Fialho, determinou a exclusão de uma postagem nas redes sociais que criticava a prefeita de Jardim, Clediane Areco Matzenbacher. A decisão foi baseada na interpretação de que a publicação configurava propaganda eleitoral antecipada negativa.

A representação foi apresentada pela Comissão Provisória Municipal do Podemos de Jardim, contra a vereadora Jakeline Domingues Ayala. A acusação foi de que entre os dias 5 e 10 de junho de 2024, Jakeline impulsionou um vídeo no Instagram intitulado “Mais um caso de censura e abuso de poder em Jardim/MS”, alcançando entre 10 a 15 mil pessoas.

No vídeo, a vereadora Jake Ayala critica a prefeita Clediane Areco Matzenbacher pela demissão de uma professora que reivindicava melhores condições para seus alunos. “É inadmissível o que está acontecendo em Jardim. Chega desse coronelismo. É a hora da gente dar o troco. 2024 é o momento da resposta. A prefeita não pode mais permanecer,” afirmou Jakeline no vídeo.

Saiba mais 🔗 www.sudoeste_ms.com.br
  • 🚨VEJA: A Festa do Banho de São João, em Corumbá (MS), contrasta com o Pantanal sul-mato-grossense em chamas. 

Um vídeo que circula no Instagram desde sábado, 22, mostra a festividade de um ângulo triste, com o fogo consumindo a vegetação próxima ao Rio Paraguai. 😔🥺
  • Durante discurso, @sorayathronicke lembra que o SUS banca vasectomia para quem quiser fazer: “O SUS banca a vasectomia de graça. E eu não vejo ninguém aqui legislar sobre o corpo dos homens”. O que acharam?

Siga @sudoeste_ms para ver mais! 📌 

(Vídeo/Reprodução: divulgação )
  • Na pesquisa espontânea, a liderança é de André Guimarães, com 20,4% das intenções de votos, sendo que na anterior realizada em março o percentual foi 22,6%, seguido por Dr. Juliano, com 16,6%, sendo que na anterior o percentual foi 12%, e Valdir Junior, com 4%, sendo que na anterior ele não foi citado, enquanto 2% citaram outros nomes, sendo que na anterior o percentual foi 1%, e 57% não sabem ou não responderam, sendo que anterior o percentual foi 52,2%.

Estimulada

No levantamento estimulado, a liderança continua André Guimarães, com 36%, sendo que no anterior o percentual foi 38%, tecnicamente empatado, considerando a margem de erro, com Dr. Juliano, com 33%, sendo que no anterior o percentual foi 24%, enquanto 31% dos entrevistados não sabem ou não responderam, sendo que no anterior o percentual foi 20%.

Rejeição estimulada

No quesito rejeição estimulada, André Guimarães, com 10,2%, sendo que na pesquisa anterior o percentual foi 4%, seguido por Dr. Juliano, com 9,6%, sendo que na anterior o percentual foi 5%, enquanto 80,2% dos entrevistados não sabem ou não responderam, sendo que na anterior o percentual foi 48%.
  • Em novembro de 2023, um incêndio destruiu tudo o que as famílias da comunidade Mandela, em Campo Grande, possuíam

Ao prometer entregar as casas custeadas pela prefeitura, a prefeita Adriane Lopes (PP) recusou uma ajuda de R$ 9 milhões oferecida pela senadora Soraya Thronicke (Podemos), destinada à reconstrução das moradias.

Devido à recusa dos recursos, os moradores das mais de 180 novas casas que serão construídas pela prefeitura terão que arcar com um custo de R$ 187 por mês, durante 30 anos, para habitar as novas residências. A negativa da prefeita foi confirmada pelo próprio governador em dezembro de 2023.

“A construção dos recursos para as casas foi feita em parceria com a senadora Soraya. A regularização do terreno é uma premissa,” destacou o governador. Ele explicou que “quando Maria do Carmo Secretaria de Estado e Habitação, oficiou a prefeita no dia 12, a prefeita negou o recurso para a construção das casas.”
  • 🏋️‍♀️🏋️🙏 A primeira academia cristã foi inaugurada em Curitiba na última semana. O espaço que promete aliar o bem-estar  e a fé chamou a atenção nas redes sociais. A proposta do local é única: além de se exercitarem, os alunos podem meditar ao som de pregações e músicas cristãs, criando uma atmosfera de espiritualidade e reflexão. A academia também se destaca por não tocar músicas consideradas mundanas e por promover um ambiente de respeito, livre de abordagens indesejadas.

A proposta atraiu a atenção dos internautas, gerando diversos comentários nas redes sociais. “De coração, isso não é crítica, mas uma dúvida, qual a diferença de uma academia convencional para a academia Sou Mais Cristo?”, questionou um usuário. Outro, em tom de ironia, comentou: “A leg prece também é uma boa treinada.”

🎥 Reprodução
  • 🚨VEJA: Um caso chocante de agressão ocorreu dentro de uma sala de aula em Cianorte, no Paraná. O Um aluno de 17 anos, do segundo ano do ensino médio, aplicou um golpe conhecido como mata-leão em um professor durante uma discussão. O conflito começou quando o professor afastou a carteira do aluno por ele se recusar a se juntar à fila formada pelos colegas. Outros alunos tentaram intervir enquanto o jovem imobilizava o docente. Tanto a escola quanto o professor registraram boletins de ocorrência. O professor sofreu ferimentos leves e precisará passar por exame de corpo delito.
  • 🥹🥹 Impossível não se emocionar com esse vídeo

Dan Dukorre, de São Paulo (SP), compartilhou um momento muito especial e emocionante com sua família. Ele, que nasceu e cresceu na comunidade do Capão Redondo, teve a oportunidade de ir para a Inglaterra em 2018 e passou 5 anos em Londres, longe da família, tentando buscar uma vida melhor.

Ele deixou os dois filhos no Brasil. “Cada dia que passava, o peito apertava e as chamadas de vídeo já não eram suficientes”, escreveu Dan.

Depois desse tempo retornou e decidiu fazer uma surpresa para sua família. Na cena, ele chega em casa e seus filhos não se aguentam de alegria e emoção ao revê-lo.

🎥 Reprodução: @dan.dukorre | @dommedia.br
  • Frentista é presa por matar a filha bebê de dez meses envenenada com chumbinho, colocar no congelador e, de noite, colocar corpo para “ninar”. Simary colocava a bebê em uma cadeirinha e cobria com um pano. Ela mentiu para amigos, familiares e vizinhos dizendo que a pequena Sofia Rayane estava com a avó paterna. Inclusive, teria comprado um número novo para se passar pela idosa por mensagens. A motivação é um mistério. O caso aconteceu em Jaboatão dos Guararapes, no Pernambuco.
A Justiça Eleitoral de Jardim, por meio da juíza Melyna Machado Mescouto Fialho, determinou a exclusão de uma postagem nas redes sociais que criticava a prefeita de Jardim, Clediane Areco Matzenbacher. A decisão foi baseada na interpretação de que a publicação configurava propaganda eleitoral antecipada negativa.

A representação foi apresentada pela Comissão Provisória Municipal do Podemos de Jardim, contra a vereadora Jakeline Domingues Ayala. A acusação foi de que entre os dias 5 e 10 de junho de 2024, Jakeline impulsionou um vídeo no Instagram intitulado “Mais um caso de censura e abuso de poder em Jardim/MS”, alcançando entre 10 a 15 mil pessoas.

No vídeo, a vereadora Jake Ayala critica a prefeita Clediane Areco Matzenbacher pela demissão de uma professora que reivindicava melhores condições para seus alunos. “É inadmissível o que está acontecendo em Jardim. Chega desse coronelismo. É a hora da gente dar o troco. 2024 é o momento da resposta. A prefeita não pode mais permanecer,” afirmou Jakeline no vídeo.

Saiba mais 🔗 www.sudoeste_ms.com.br
A Justiça Eleitoral de Jardim, por meio da juíza Melyna Machado Mescouto Fialho, determinou a exclusão de uma postagem nas redes sociais que criticava a prefeita de Jardim, Clediane Areco Matzenbacher. A decisão foi baseada na interpretação de que a publicação configurava propaganda eleitoral antecipada negativa. A representação foi apresentada pela Comissão Provisória Municipal do Podemos de Jardim, contra a vereadora Jakeline Domingues Ayala. A acusação foi de que entre os dias 5 e 10 de junho de 2024, Jakeline impulsionou um vídeo no Instagram intitulado “Mais um caso de censura e abuso de poder em Jardim/MS”, alcançando entre 10 a 15 mil pessoas. No vídeo, a vereadora Jake Ayala critica a prefeita Clediane Areco Matzenbacher pela demissão de uma professora que reivindicava melhores condições para seus alunos. “É inadmissível o que está acontecendo em Jardim. Chega desse coronelismo. É a hora da gente dar o troco. 2024 é o momento da resposta. A prefeita não pode mais permanecer,” afirmou Jakeline no vídeo. Saiba mais 🔗 www.sudoeste_ms.com.br
5 horas ago
View on Instagram |
1/9
🚨VEJA: A Festa do Banho de São João, em Corumbá (MS), contrasta com o Pantanal sul-mato-grossense em chamas. Um vídeo que circula no Instagram desde sábado, 22, mostra a festividade de um ângulo triste, com o fogo consumindo a vegetação próxima ao Rio Paraguai. 😔🥺
19 horas ago
View on Instagram |
2/9
Durante discurso, @sorayathronicke lembra que o SUS banca vasectomia para quem quiser fazer: “O SUS banca a vasectomia de graça. E eu não vejo ninguém aqui legislar sobre o corpo dos homens”. O que acharam? Siga @sudoeste_ms para ver mais! 📌 (Vídeo/Reprodução: divulgação )
1 dia ago
View on Instagram |
3/9
Na pesquisa espontânea, a liderança é de André Guimarães, com 20,4% das intenções de votos, sendo que na anterior realizada em março o percentual foi 22,6%, seguido por Dr. Juliano, com 16,6%, sendo que na anterior o percentual foi 12%, e Valdir Junior, com 4%, sendo que na anterior ele não foi citado, enquanto 2% citaram outros nomes, sendo que na anterior o percentual foi 1%, e 57% não sabem ou não responderam, sendo que anterior o percentual foi 52,2%.

Estimulada

No levantamento estimulado, a liderança continua André Guimarães, com 36%, sendo que no anterior o percentual foi 38%, tecnicamente empatado, considerando a margem de erro, com Dr. Juliano, com 33%, sendo que no anterior o percentual foi 24%, enquanto 31% dos entrevistados não sabem ou não responderam, sendo que no anterior o percentual foi 20%.

Rejeição estimulada

No quesito rejeição estimulada, André Guimarães, com 10,2%, sendo que na pesquisa anterior o percentual foi 4%, seguido por Dr. Juliano, com 9,6%, sendo que na anterior o percentual foi 5%, enquanto 80,2% dos entrevistados não sabem ou não responderam, sendo que na anterior o percentual foi 48%.
Na pesquisa espontânea, a liderança é de André Guimarães, com 20,4% das intenções de votos, sendo que na anterior realizada em março o percentual foi 22,6%, seguido por Dr. Juliano, com 16,6%, sendo que na anterior o percentual foi 12%, e Valdir Junior, com 4%, sendo que na anterior ele não foi citado, enquanto 2% citaram outros nomes, sendo que na anterior o percentual foi 1%, e 57% não sabem ou não responderam, sendo que anterior o percentual foi 52,2%. Estimulada No levantamento estimulado, a liderança continua André Guimarães, com 36%, sendo que no anterior o percentual foi 38%, tecnicamente empatado, considerando a margem de erro, com Dr. Juliano, com 33%, sendo que no anterior o percentual foi 24%, enquanto 31% dos entrevistados não sabem ou não responderam, sendo que no anterior o percentual foi 20%. Rejeição estimulada No quesito rejeição estimulada, André Guimarães, com 10,2%, sendo que na pesquisa anterior o percentual foi 4%, seguido por Dr. Juliano, com 9,6%, sendo que na anterior o percentual foi 5%, enquanto 80,2% dos entrevistados não sabem ou não responderam, sendo que na anterior o percentual foi 48%.
4 dias ago
View on Instagram |
4/9
Em novembro de 2023, um incêndio destruiu tudo o que as famílias da comunidade Mandela, em Campo Grande, possuíam

Ao prometer entregar as casas custeadas pela prefeitura, a prefeita Adriane Lopes (PP) recusou uma ajuda de R$ 9 milhões oferecida pela senadora Soraya Thronicke (Podemos), destinada à reconstrução das moradias.

Devido à recusa dos recursos, os moradores das mais de 180 novas casas que serão construídas pela prefeitura terão que arcar com um custo de R$ 187 por mês, durante 30 anos, para habitar as novas residências. A negativa da prefeita foi confirmada pelo próprio governador em dezembro de 2023.

“A construção dos recursos para as casas foi feita em parceria com a senadora Soraya. A regularização do terreno é uma premissa,” destacou o governador. Ele explicou que “quando Maria do Carmo Secretaria de Estado e Habitação, oficiou a prefeita no dia 12, a prefeita negou o recurso para a construção das casas.”
Em novembro de 2023, um incêndio destruiu tudo o que as famílias da comunidade Mandela, em Campo Grande, possuíam Ao prometer entregar as casas custeadas pela prefeitura, a prefeita Adriane Lopes (PP) recusou uma ajuda de R$ 9 milhões oferecida pela senadora Soraya Thronicke (Podemos), destinada à reconstrução das moradias. Devido à recusa dos recursos, os moradores das mais de 180 novas casas que serão construídas pela prefeitura terão que arcar com um custo de R$ 187 por mês, durante 30 anos, para habitar as novas residências. A negativa da prefeita foi confirmada pelo próprio governador em dezembro de 2023. “A construção dos recursos para as casas foi feita em parceria com a senadora Soraya. A regularização do terreno é uma premissa,” destacou o governador. Ele explicou que “quando Maria do Carmo Secretaria de Estado e Habitação, oficiou a prefeita no dia 12, a prefeita negou o recurso para a construção das casas.”
5 dias ago
View on Instagram |
5/9
🏋️‍♀️🏋️🙏 A primeira academia cristã foi inaugurada em Curitiba na última semana. O espaço que promete aliar o bem-estar e a fé chamou a atenção nas redes sociais. A proposta do local é única: além de se exercitarem, os alunos podem meditar ao som de pregações e músicas cristãs, criando uma atmosfera de espiritualidade e reflexão. A academia também se destaca por não tocar músicas consideradas mundanas e por promover um ambiente de respeito, livre de abordagens indesejadas. A proposta atraiu a atenção dos internautas, gerando diversos comentários nas redes sociais. “De coração, isso não é crítica, mas uma dúvida, qual a diferença de uma academia convencional para a academia Sou Mais Cristo?”, questionou um usuário. Outro, em tom de ironia, comentou: “A leg prece também é uma boa treinada.” 🎥 Reprodução
6 dias ago
View on Instagram |
6/9
🚨VEJA: Um caso chocante de agressão ocorreu dentro de uma sala de aula em Cianorte, no Paraná. O Um aluno de 17 anos, do segundo ano do ensino médio, aplicou um golpe conhecido como mata-leão em um professor durante uma discussão. O conflito começou quando o professor afastou a carteira do aluno por ele se recusar a se juntar à fila formada pelos colegas. Outros alunos tentaram intervir enquanto o jovem imobilizava o docente. Tanto a escola quanto o professor registraram boletins de ocorrência. O professor sofreu ferimentos leves e precisará passar por exame de corpo delito.
1 semana ago
View on Instagram |
7/9
🥹🥹 Impossível não se emocionar com esse vídeo Dan Dukorre, de São Paulo (SP), compartilhou um momento muito especial e emocionante com sua família. Ele, que nasceu e cresceu na comunidade do Capão Redondo, teve a oportunidade de ir para a Inglaterra em 2018 e passou 5 anos em Londres, longe da família, tentando buscar uma vida melhor. Ele deixou os dois filhos no Brasil. “Cada dia que passava, o peito apertava e as chamadas de vídeo já não eram suficientes”, escreveu Dan. Depois desse tempo retornou e decidiu fazer uma surpresa para sua família. Na cena, ele chega em casa e seus filhos não se aguentam de alegria e emoção ao revê-lo. 🎥 Reprodução: @dan.dukorre | @dommedia.br
3 semanas ago
View on Instagram |
8/9
Frentista é presa por matar a filha bebê de dez meses envenenada com chumbinho, colocar no congelador e, de noite, colocar corpo para “ninar”. Simary colocava a bebê em uma cadeirinha e cobria com um pano. Ela mentiu para amigos, familiares e vizinhos dizendo que a pequena Sofia Rayane estava com a avó paterna. Inclusive, teria comprado um número novo para se passar pela idosa por mensagens. A motivação é um mistério. O caso aconteceu em Jaboatão dos Guararapes, no Pernambuco.
1 mês ago
View on Instagram |
9/9

Matérias Relacionadas