VOGAIS FM
  • Vogais FM

Seguro-desemprego: TCU encontra R$ 1,9 bilhão em irregularidades nas gestões Temer e Bolsonaro


Auditoria encontrou benefício sendo pago a servidores públicos, pensionistas e quem recebe auxílio-reclusão Uma auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) encontrou indícios de irregularidades no pagamento do seguro-desemprego entre os anos de 2018 e 2022, nos governos Michel Temer e Jair Bolsonaro. Os resultados apontam para indícios de possíveis pagamentos indevidos da ordem de R$ 1,9 bilhão. Os problemas vão desde a liberação a quem não preenchia os requisitos para o benefício até o pagamento para servidores e pensionistas do INSS.
Reajuste: Veja como ficam os valores do seguro-desemprego neste ano
Seguro-desemprego: 7,1 milhões de trabalhadores solicitaram o benefício, em 2023
O seguro-desemprego é um direito de trabalhadores formais demitidos sem justa causa (veja as regras no final). Os fiscais do TCU cruzaram a Base de Gestão do Seguro-Desemprego (BGSD) comparando o benefício devido no período e os valores efetivamente liberados.
A maior parte das inconsistências encontradas – um montante de R$ 1.144.283.468,51 – foi no pagamento de 382.962 parcelas do seguro-desemprego possivelmente a trabalhadores que receberam três parcelas do seguro-desemprego quando tinham menos de 12 meses trabalhados nos últimos 36 meses, ou seja, sem que tivessem direito ao benefício.
Salário vem com novo desconto para Previdência em fevereiro. Veja tabelas e simulações
De acordo com a Corte de Contas, os problemas foram causados principalmente por falhas na governança da relação contratual entre a Secretaria do Trabalho (Strab) do antigo Ministério do Trabalho e Previdência, e a Dataprev, empresa de processamento de dados do governo federal.
Pagamento para servidores
A auditoria do TCU também encontrou outras irregularidades no pagamento do seguro-desemprego. Uma delas foi a liberação do benefício para servidores públicos. Entre 2018 e 2022, R$ 147 milhões foram pagos a 29.535 profissionais com vínculo formal com a administração pública, sem direito ao benefício.
Além disso, foram detectados pagamentos a 315 trabalhadores com fraudes presumidas nos contratos de trabalho, num total de R$ 544 mil com indícios de irregularidades (neste caso, de 2014 a maio de 2022).
Teto do INSS, auxílio-reclusão, salário-família: veja tudo o que será reajustado neste ano
Outro problema apontado pelo Tribunal foi a liberação indevida do seguro-desemprego para pessoas que recebem o auxílio-reclusão, num total de R$ 3 milhões, e beneficiários de pensão por morte do INSS, num total de R$ 566,8 milhões. Neste último caso, o TCU entende que os pagamentos são ilegais, mas, pelas regras da Caixa – instituição pagadora do benefício – pode haver acúmulo do seguro-desemprego e da pensão por morte.
“Tais pagamentos ferem a essência do programa, que é o suporte financeiro àqueles que estão em vulnerabilidade social (desemprego), uma vez que essas pessoas já têm uma renda mensal garantida por meio dos benefícios pagos pelo INSS, gerando pesados custos financeiros aos cofres públicos e beneficiando aqueles que já têm recursos para se manter”, diz o acórdão do TCU.
Recomendações
Com os resultados da auditoria, o Tribunal fez determinações ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) indicando correções e melhorias do banco de dados utilizado para gerenciamento do benefício, além da revisão dos pagamentos com indícios de irregularidades.
Quem tem direito ao seguro-desemprego?
Tem direito a receber o seguro desemprego:
Trabalhador formal e doméstico, em virtude da dispensa sem justa causa, inclusive dispensa indireta
Trabalhador formal com contrato de trabalho suspenso em virtude de participação em curso ou programa de qualificação profissional oferecido pelo empregador
Pescador profissional durante o período do defeso
Trabalhador resgatado em condições análogas à escravidão
Para receber o seguro-desemprego é necessário que o trabalhador formal tenha sido demitido sem justa causa, esteja desempregado quando for solicitar o benefício, não tenha renda própria para seu sustento e de sua família (por exemplo, não atue também como MEI ou empreendedor) e não esteja recebendo Benefício de Prestação Continuada (BPC/Loas) da Previdência Social, exceto pensão por morte ou auxílio-acidente.
Quais são as regras?
Para a primeira solicitação do benefício é necessário que o trabalhador tenha recebido salário por pelo menos 12 meses durante os 18 meses imediatamente anteriores à data da demissão.
Para a segunda vez, a pessoa precisa ter recebido salário por pelo menos nove meses durante os 12 meses imediatamente anteriores à data da demissão.
Nas próximas vezes, o trabalhador deve ter recebido salário nos seis meses imediatamente anteriores à data da demissão.
Qual o prazo para solicitar o seguro-desemprego?
A solicitação do benefício para trabalhadores formais pode ser feito sete dias após a data da demissão. O prazo limite para o pedido é 120 dias. Mas esse tempo pode variar. Confira:
Trabalhador formal – do 7º ao 120º dia, contados da data de dispensa
Bolsa qualificação – durante a suspensão do contrato de trabalho
Empregado doméstico – do 7º ao 90º dia, contados da data de dispensa
Pescador artesanal – durante o defeso, em até 120 dias do início da proibição
Trabalhador resgatado – até o 90º dia, a contar da data do resgate
Como solicitar o seguro-desemprego?
A solicitação do seguro desemprego pode ser feita de diversas formas. Uma delas é através do portal Emprega Brasil do governo federal, nesse caso o trabalhador precisa acessar por meio de sua conta Gov.br.
Outra opção é por meio do aplicativo Carteira de Trabalho Digital disponível para sistemas IOS e Android.
Há também a opção de ir em uma das unidades das Superintendências Regionais do Trabalho. Nesse caso, o agendamento deve ser feito pela central 158.
Quantas parcelas do seguro-desemprego vou receber?
O número de parcelas que trabalhador irá receber depende da quantidade de meses trabalhados nos 36 meses anteriores à data da dispensa e por isso pode variar em cada caso. Veja abaixo:
Para a primeira solicitação:
Quatro parcelas: para quem trabalhou de 12 a 23 meses nos últimos 36 meses
Cinco parcelas: para quem trabalhou no mínimo 24 meses nos últimos 36 meses
Para a segunda solicitação:
Três parcelas: para quem trabalhou de 9 a 11 meses nos últimos 36 meses
Quatro parcelas: para quem trabalhou de 12 a 23 meses nos últimos 36 meses
Cinco parcelas: para quem trabalhou no mínimo 24 meses nos últimos 36 meses
Para a terceira solicitação:
Três parcelas: para quem trabalhou de 6 a 11 meses nos últimos 36 meses
Quatro parcelas: para quem trabalhou de 12 a 23 meses nos últimos 36 meses
Cinco parcelas: para quem trabalhou no mínimo 24 meses nos últimos 36 meses
Initial plugin text
Saiba-mais taboola

Fonte

Compartilhe:
Facebook
WhatsApp
Twitter
Telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias
Enquete

Qual sua opinião do Governo Lula?

  • 🚨VEJA: Um caso chocante de agressão ocorreu dentro de uma sala de aula em Cianorte, no Paraná. O Um aluno de 17 anos, do segundo ano do ensino médio, aplicou um golpe conhecido como mata-leão em um professor durante uma discussão. O conflito começou quando o professor afastou a carteira do aluno por ele se recusar a se juntar à fila formada pelos colegas. Outros alunos tentaram intervir enquanto o jovem imobilizava o docente. Tanto a escola quanto o professor registraram boletins de ocorrência. O professor sofreu ferimentos leves e precisará passar por exame de corpo delito.
  • 🥹🥹 Impossível não se emocionar com esse vídeo

Dan Dukorre, de São Paulo (SP), compartilhou um momento muito especial e emocionante com sua família. Ele, que nasceu e cresceu na comunidade do Capão Redondo, teve a oportunidade de ir para a Inglaterra em 2018 e passou 5 anos em Londres, longe da família, tentando buscar uma vida melhor.

Ele deixou os dois filhos no Brasil. “Cada dia que passava, o peito apertava e as chamadas de vídeo já não eram suficientes”, escreveu Dan.

Depois desse tempo retornou e decidiu fazer uma surpresa para sua família. Na cena, ele chega em casa e seus filhos não se aguentam de alegria e emoção ao revê-lo.

🎥 Reprodução: @dan.dukorre | @dommedia.br
  • Frentista é presa por matar a filha bebê de dez meses envenenada com chumbinho, colocar no congelador e, de noite, colocar corpo para “ninar”. Simary colocava a bebê em uma cadeirinha e cobria com um pano. Ela mentiu para amigos, familiares e vizinhos dizendo que a pequena Sofia Rayane estava com a avó paterna. Inclusive, teria comprado um número novo para se passar pela idosa por mensagens. A motivação é um mistério. O caso aconteceu em Jaboatão dos Guararapes, no Pernambuco.
  • O vereador do município de Dourados (MS), Sérgio Nogueira (PP), criticou a atuação do governador do Rio Grande do Sul, @eduardoleite45 (PSDB), na tragédia climática que afetou mais de dois milhões de pessoas no estado. 

Nesta segunda-feira (20), o vereador Diogo Castilho (PSDB) enviou uma representação contra o Sérgio Nogueira para a Comissão de Ética da Casa de Leis, que investigará se o parlamentar infringiu o Código de Ética.

Em seu discurso, na semana dedicada ao combate contra a LGBTfobia, Sérgio Nogueira afirmou que o governador gaúcho estaria mais preocupado com seu “primeiro-damo” do que com as vítimas das enchentes.

“Grande governador, o senhor não receberá um pix meu. Posso mandar para os gaúchos sérios, mas para o senhor não. O senhor está preocupado com o seu primeiro-damo no seu governo”, declarou Nogueira.

Questionado pela reportagem, o vereador disse que a fala não foi homofóbica e que “cada um tem o direito de ter sua opção sexual e que respeita a todos”. Segundo ele, o seu discurso teve como único objetivo abordar a situação política, as vítimas e as vidas perdidas no Rio Grande do Sul, e que em nenhuma hipótese a fala teve intenção homofóbica.

Em setembro de 2014, o mesmo vereador foi alvo de críticas após sugerir que homossexuais fossem colocados em uma ilha por 50 anos. O discurso foi feito em uma sessão da Câmara Municipal de Dourados.
  • TV iraniana confirma a morte de Ebrahim Raisi, presidente do Irã, em queda de helicóptero.

Além de Raisi, o Ministro de Relações Exteriores do país, Hussein Amir Abdulahian, também morreu no acidente, segundo a Press TV, emissora iraniana que transmite a programação em inglês.

🎥 Reprodução
  • Equipes iranianas de resgate conseguiram confirmar o local exato da queda do helicóptero do presidente do Irã, Ebrahim Raisi, e seguem para tentar encontrá-lo, após o incidente registrado mais cedo neste domingo (19/5). A informação é da Agência de Notícias da República Islâmica (Irna).

Ainda não há atualizações oficiais sobre o estado de saúde de Raisi, que viajava com outras autoridades, como o ministro das Relações Exteriores do Irã.

O helicóptero caiu na região de Varzagan, quando o presidente retornava de um compromisso oficial para inaugurar uma represa. A equipe de resgate enfrentou dificuldades ao longo do dia para acessar o local, devido a fortes ventos e chuvas na região. 

O horário também atrapalha, pois é madrugada de segunda-feira (20/5) no Irã.

Uma pessoa ligada ao governo iraniano disse à agência de notícias Reuters ter esperança, mas considerar as informações “preocupantes”.
  • Cai o helicóptero que levava o presidente do Irã, Ebrahim Raisi, e o ministro das Relações Exteriores do país.
Equipes de resgate e ambulâncias estão presentes no local do acidente, mas a baixa visibilidade atrapalha o resgate das vítimas. MEU DEUS! 😳😳
  • Rafael Tavares teve a pré-candidatura a prefeito retirada pelo Partido Liberal, em Campo Grande. Ele ficou surpreso com a decisão, anunciada nesta quinta-feira (16). 

O PL municipal é presidido pelo Tenente Portela, amigo pessoal de Jair Bolsonaro. Ele anunciou a pré-candidatura e retirou a de Tavares. 

O ex-deputado estadual ficou surpreso com a retirada do nome, já que garante ter recebido a ”bênção” do ex-presidente há dois meses. 

Tavares nega que houve desgaste em relação ao nome dele, aliás, pelo contrário.

”Saímos de 1,5% para 7,5% [pesquisa]  e os nossos adversários vendo que a gente poderia chegar ao segundo turno e isso incomoda muita gente”, lamentou o ex-deputado. Ele destacou que agora é pré-candidato a vereador por Campo Grande. 

”Não quero fazer parte do problema e sim da solução… vou retirar meu nome para não atrapalhar a direita… ter quatro, cinco candidatos só atrapalha a direita”, refletiu Tavares em vídeo gravado para redes sociais.
  • ÁGUA CLARA - A cena é chocante: no vídeo, o Secretário de Saúde, Alex Oliveira, é visto caído no chão, enquanto o Vereador Marcelo Carvoeiro o puxa pelo braço e seu filho (de colete preto) ataca violentamente o secretário por trás. Lamentável o nível de civilização dessas autoridades.
🚨VEJA: Um caso chocante de agressão ocorreu dentro de uma sala de aula em Cianorte, no Paraná. O Um aluno de 17 anos, do segundo ano do ensino médio, aplicou um golpe conhecido como mata-leão em um professor durante uma discussão. O conflito começou quando o professor afastou a carteira do aluno por ele se recusar a se juntar à fila formada pelos colegas. Outros alunos tentaram intervir enquanto o jovem imobilizava o docente. Tanto a escola quanto o professor registraram boletins de ocorrência. O professor sofreu ferimentos leves e precisará passar por exame de corpo delito.
3 dias ago
View on Instagram |
1/9
🥹🥹 Impossível não se emocionar com esse vídeo Dan Dukorre, de São Paulo (SP), compartilhou um momento muito especial e emocionante com sua família. Ele, que nasceu e cresceu na comunidade do Capão Redondo, teve a oportunidade de ir para a Inglaterra em 2018 e passou 5 anos em Londres, longe da família, tentando buscar uma vida melhor. Ele deixou os dois filhos no Brasil. “Cada dia que passava, o peito apertava e as chamadas de vídeo já não eram suficientes”, escreveu Dan. Depois desse tempo retornou e decidiu fazer uma surpresa para sua família. Na cena, ele chega em casa e seus filhos não se aguentam de alegria e emoção ao revê-lo. 🎥 Reprodução: @dan.dukorre | @dommedia.br
2 semanas ago
View on Instagram |
2/9
Frentista é presa por matar a filha bebê de dez meses envenenada com chumbinho, colocar no congelador e, de noite, colocar corpo para “ninar”. Simary colocava a bebê em uma cadeirinha e cobria com um pano. Ela mentiu para amigos, familiares e vizinhos dizendo que a pequena Sofia Rayane estava com a avó paterna. Inclusive, teria comprado um número novo para se passar pela idosa por mensagens. A motivação é um mistério. O caso aconteceu em Jaboatão dos Guararapes, no Pernambuco.
4 semanas ago
View on Instagram |
3/9
O vereador do município de Dourados (MS), Sérgio Nogueira (PP), criticou a atuação do governador do Rio Grande do Sul, @eduardoleite45 (PSDB), na tragédia climática que afetou mais de dois milhões de pessoas no estado. Nesta segunda-feira (20), o vereador Diogo Castilho (PSDB) enviou uma representação contra o Sérgio Nogueira para a Comissão de Ética da Casa de Leis, que investigará se o parlamentar infringiu o Código de Ética. Em seu discurso, na semana dedicada ao combate contra a LGBTfobia, Sérgio Nogueira afirmou que o governador gaúcho estaria mais preocupado com seu “primeiro-damo” do que com as vítimas das enchentes. “Grande governador, o senhor não receberá um pix meu. Posso mandar para os gaúchos sérios, mas para o senhor não. O senhor está preocupado com o seu primeiro-damo no seu governo”, declarou Nogueira. Questionado pela reportagem, o vereador disse que a fala não foi homofóbica e que “cada um tem o direito de ter sua opção sexual e que respeita a todos”. Segundo ele, o seu discurso teve como único objetivo abordar a situação política, as vítimas e as vidas perdidas no Rio Grande do Sul, e que em nenhuma hipótese a fala teve intenção homofóbica. Em setembro de 2014, o mesmo vereador foi alvo de críticas após sugerir que homossexuais fossem colocados em uma ilha por 50 anos. O discurso foi feito em uma sessão da Câmara Municipal de Dourados.
4 semanas ago
View on Instagram |
4/9
TV iraniana confirma a morte de Ebrahim Raisi, presidente do Irã, em queda de helicóptero. Além de Raisi, o Ministro de Relações Exteriores do país, Hussein Amir Abdulahian, também morreu no acidente, segundo a Press TV, emissora iraniana que transmite a programação em inglês. 🎥 Reprodução
4 semanas ago
View on Instagram |
5/9
Equipes iranianas de resgate conseguiram confirmar o local exato da queda do helicóptero do presidente do Irã, Ebrahim Raisi, e seguem para tentar encontrá-lo, após o incidente registrado mais cedo neste domingo (19/5). A informação é da Agência de Notícias da República Islâmica (Irna).

Ainda não há atualizações oficiais sobre o estado de saúde de Raisi, que viajava com outras autoridades, como o ministro das Relações Exteriores do Irã.

O helicóptero caiu na região de Varzagan, quando o presidente retornava de um compromisso oficial para inaugurar uma represa. A equipe de resgate enfrentou dificuldades ao longo do dia para acessar o local, devido a fortes ventos e chuvas na região. 

O horário também atrapalha, pois é madrugada de segunda-feira (20/5) no Irã.

Uma pessoa ligada ao governo iraniano disse à agência de notícias Reuters ter esperança, mas considerar as informações “preocupantes”.
Equipes iranianas de resgate conseguiram confirmar o local exato da queda do helicóptero do presidente do Irã, Ebrahim Raisi, e seguem para tentar encontrá-lo, após o incidente registrado mais cedo neste domingo (19/5). A informação é da Agência de Notícias da República Islâmica (Irna). Ainda não há atualizações oficiais sobre o estado de saúde de Raisi, que viajava com outras autoridades, como o ministro das Relações Exteriores do Irã. O helicóptero caiu na região de Varzagan, quando o presidente retornava de um compromisso oficial para inaugurar uma represa. A equipe de resgate enfrentou dificuldades ao longo do dia para acessar o local, devido a fortes ventos e chuvas na região. O horário também atrapalha, pois é madrugada de segunda-feira (20/5) no Irã. Uma pessoa ligada ao governo iraniano disse à agência de notícias Reuters ter esperança, mas considerar as informações “preocupantes”.
4 semanas ago
View on Instagram |
6/9
Cai o helicóptero que levava o presidente do Irã, Ebrahim Raisi, e o ministro das Relações Exteriores do país.
Equipes de resgate e ambulâncias estão presentes no local do acidente, mas a baixa visibilidade atrapalha o resgate das vítimas. MEU DEUS! 😳😳
Cai o helicóptero que levava o presidente do Irã, Ebrahim Raisi, e o ministro das Relações Exteriores do país. Equipes de resgate e ambulâncias estão presentes no local do acidente, mas a baixa visibilidade atrapalha o resgate das vítimas. MEU DEUS! 😳😳
4 semanas ago
View on Instagram |
7/9
Rafael Tavares teve a pré-candidatura a prefeito retirada pelo Partido Liberal, em Campo Grande. Ele ficou surpreso com a decisão, anunciada nesta quinta-feira (16). 

O PL municipal é presidido pelo Tenente Portela, amigo pessoal de Jair Bolsonaro. Ele anunciou a pré-candidatura e retirou a de Tavares. 

O ex-deputado estadual ficou surpreso com a retirada do nome, já que garante ter recebido a ”bênção” do ex-presidente há dois meses. 

Tavares nega que houve desgaste em relação ao nome dele, aliás, pelo contrário.

”Saímos de 1,5% para 7,5% [pesquisa]  e os nossos adversários vendo que a gente poderia chegar ao segundo turno e isso incomoda muita gente”, lamentou o ex-deputado. Ele destacou que agora é pré-candidato a vereador por Campo Grande. 

”Não quero fazer parte do problema e sim da solução… vou retirar meu nome para não atrapalhar a direita… ter quatro, cinco candidatos só atrapalha a direita”, refletiu Tavares em vídeo gravado para redes sociais.
Rafael Tavares teve a pré-candidatura a prefeito retirada pelo Partido Liberal, em Campo Grande. Ele ficou surpreso com a decisão, anunciada nesta quinta-feira (16). O PL municipal é presidido pelo Tenente Portela, amigo pessoal de Jair Bolsonaro. Ele anunciou a pré-candidatura e retirou a de Tavares. O ex-deputado estadual ficou surpreso com a retirada do nome, já que garante ter recebido a ”bênção” do ex-presidente há dois meses. Tavares nega que houve desgaste em relação ao nome dele, aliás, pelo contrário. ”Saímos de 1,5% para 7,5% [pesquisa] e os nossos adversários vendo que a gente poderia chegar ao segundo turno e isso incomoda muita gente”, lamentou o ex-deputado. Ele destacou que agora é pré-candidato a vereador por Campo Grande. ”Não quero fazer parte do problema e sim da solução… vou retirar meu nome para não atrapalhar a direita… ter quatro, cinco candidatos só atrapalha a direita”, refletiu Tavares em vídeo gravado para redes sociais.
1 mês ago
View on Instagram |
8/9
ÁGUA CLARA - A cena é chocante: no vídeo, o Secretário de Saúde, Alex Oliveira, é visto caído no chão, enquanto o Vereador Marcelo Carvoeiro o puxa pelo braço e seu filho (de colete preto) ataca violentamente o secretário por trás. Lamentável o nível de civilização dessas autoridades.
1 mês ago
View on Instagram |
9/9

Matérias Relacionadas